quarta-feira, 13 de março de 2013

Deputado Patrício cobra apuração de denúncias de violação de direitos humanos na Polícia Militar


Comissão de Ética aprovou requerimentos do deputado convocando o comandante geral e oficiais da corporação para prestar esclarecimentos

Foto: Carlos Gandra/CLDF

Supostas denúncias de violação de direitos humanos na Polícia Militar do DF foram alvo de requerimentos de investigação do deputado Patrício na tarde desta terça-feira (13) na Câmara Legislativa. Os documentos, que pedem a convocação do comandante-geral da Corporação, coronel Suamy Santana, para prestar esclarecimentos foram aprovados hoje em reunião extraordinária da Comissão de Direitos Humanos, Ética e Decoro Parlamentar da Casa.
“Vou envidar todo o empenho para que esses fatos sejam apurados e essa Casa, o Poder Legislativo do DF não pode se furtar da sua função de fiscalizar e apurar denúncias que chegam até nós. Aqui é a casa do povo e não podemos fechar os olhos para isso”, defendeu Patrício durante a defesa pela aprovação dos pedidos.
Os requerimentos do deputado Patrício foram apresentados durante a primeira reunião extraordinária da comissão e foram aprovados por três votos: o do próprio deputado e o dos colegas Dr. Michel e Olair Francisco. Durante os esclarecimentos à comissão, Patrício enfatizou o poder de fiscalização dos atos do Poder Executivo pela Casa. “Não abro mão do poder que a população me deu pelo voto”, ressaltou.
Além do comandante-geral, os requerimentos do deputado Patrício convocam também dois oficiais da corporação, acusados de violação de direitos humanos em dois episódios. O Requerimento 01/13 trata de supostas denúncias de assédio moral e sexual contra oficial da Caixa Beneficente da Polícia Militar do DF (Cabe).
Já o Requerimento 02/13 requer a apuração de denúncias de prática de tortura psicológica e maus tratos a PMs em cumprimento de pena em regime semiaberto na Papuda e convoca para prestar depoimento na Comissão, além do coronel Suamy, o comandante da unidade no presídio (19o Batalhão).

Tortura e maus-tratos – O deputado Patrício recebeu denúncias de pelo menos sete policiais militares que teriam sofrido tortura psicológica e maus tratos. Durante a reunião da Comissão, ele entregou aos colegas cópias de documentos com as denúncias feitas ao Ministério Público Militar e à Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República.
Denúncias de suposto assédio moral e sexual envolvendo um oficial e ex-funcionárias da Cabe foram divulgadas em matérias de jornais e emissoras de televisão nas últimas duas semanas. As mulheres dizem ter sofrido, por três meses, investidas do oficial e foram demitidas supostamente por terem resistido aos ataques. Outra denúncia é o suposto furto dos HDs com o armazenamento de imagens dos últimos seis meses da instituição, requisitados pela defesa das ex-funcionárias para comprovar o suposto assédio.  “Nossa função é apurar todas as denúncias. Como policial militar, já fui vítima de perseguição e sei o resultado disso. São atitudes fruto de um regulamento disciplinar arcaico e ultrapassado que já deveria ter sido revisto pelo Comando em mais de dois anos de governo”.

COMENTO: Parabéns ao nobre deputado, pois só assim esses atos de covardia serão extirpado do nosso meio, aflorando com tais atos, no coração de cada policial o sentimento de dignidade e respeito ao ser humano.   
fonte:http://www.deputadopatricio.com.br/site/conteudonoticias.php?id_noticia=1184#.UUEPwtY3tMg
postado por: joseny candido - 13.03.2013
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial