segunda-feira, 4 de março de 2013

O USO DA MÁQUINA ESTATAL PARA A PRÁTICA DE PERSEGUIÇÕES A SUBORDINADOS

FEV4.2013
É comum na sociedade às pessoas buscarem a tutela estatal para verem seus direitos materializados, o que se ver com muita naturalidade, não só no cotidiano delas assim também nos Órgãos Públicos.

O que não é natural são gestores da Administração Pública usarem a máquina estatal para perseguirem seus subordinados.

É de conhecimento de toda comunidade Policial Militar a avalanche de procedimentos abertos nos últimos 12 (doze) meses.

As insistências na abertura desses processos levantam duvidas sobre as reais intenções das autoridades. Para o presidente Clube dos Policiais Militares CRCS/PMDF, a frequência na abertura dos procedimentos pode indicar “a possibilidade de uso abusivo da máquina estatal para prática de perseguição a subordinados”.

Em especial quando estes são dirigidos a um único membro opositor ao sistema antidemocrático; retrógrado e desumano implantado na instituição.

Foi o que conclui o presidente do CRCS/PMDF ao ser convocado para responder 3 (três) IPMs e 1(uma) Ação por Danos Morais por ter participado de um movimento por melhores condições de trabalho; salário; respeito e dignidade do policial militar do DF.


Por: Joseny Cândido – CRCS/PMDF  




Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial