sexta-feira, 3 de maio de 2013

SIM: O gigante baixou a cabeça.


Suamy deixa a PM de cabeça erguida ('eu não sou ladrão', diz)

Publicado em 3 de Maio de 2013 por Redação 
Foto: Arquivo Notibras
Foto: Arquivo Notibras

O ex-comandante da Polícia Militar do Distrito Federal, coronel Suamy Santana, afastado do cargo por causa do anúncio da aquisição de capas de chuva por R$ 5,3 milhões, afirmou nesta quinta-feira (2) que a inclusão dos itens como material necessário para as copas das Confederações e do Mundo foi um "erro administrativo".
- Não sou ladrão, não sou corrupto, tenho 30 anos de serviço e ficha imaculada, disse.
O coronel foi exonerasdo pelo governador Agnelo Queiroz nesta quarta-feira (1º). Em nota, o governador considerou a compra do material como um ato desmedidoe determinou a suspensão da licitação. O anúncio da compra causou embaraço ao governo porque nos meses em que serão dispuatadas as copas das Confederações e do Mundo – junho e julho – são de seca em Brasília.

"Burro eu não sou e seria incapaz de comprar 17 mil capas de chuva para serem usadas no período de seca no Distrito Federal na Copa do Mundo. Seria o cúmulo da idiotice", disse o coronel durante entrevista nesta quarta.

O valor da licitação também levantou questionamentos. Pelo valor da licitação, cada capa custaria mais de R$ 300. Capas semelhantes no mercado custam entre R$ 50 e R$ 60, de acordo com levantamento feito pelo G1.
Santana defendeu a compra de novas capas em substituição às antigas, que têm anos de uso, e disse que as que seriam licitadas são diferentes das convencionais e garantia de cinco anos dada pelo fabricante. Segundo ele, as capas relacionadas para os dois eventos esportivos têm material refletor, para serem enxergadas à distância, e dão mais mobilidade para os policiais.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial