segunda-feira, 24 de junho de 2013

BANDIDOS - NÃO NOS REPRESENTA!

BANDIDOS - NÃO NOS REPRESENTA!



"Movimento Passe Livre cumpre o script da esquerda e anuncia o fim da convocação de protestos

Seguindo a cartilha – Aconteceu o já que era esperado. O Movimento Passe Livre, ligado a entidade que recebe verbas do governo federal, informou que não mais convocará protestos a partir desta sexta-feira (21). A decisão foi anunciada após líderes do movimento discordarem da participação nos protestos de grupos que defendem causas distintas.
Na verdade, o MPL tenta impor uma agenda de esquerda radical, enquanto os manifestantes que foram às ruas, representando a sociedade brasileira, reivindicam mudanças generalizadas. Os líderes do MPL, que alegam ser contra a partidarização do movimento, são absolutamente politizados e confundem democracia com socialismo extremista, algo que os brasileiros não querem.

O recuo dos líderes do Movimento Passe Livre não é por acaso, pois o governo e o PT atuaram fortemente nos bastidores ao longo da madrugada para sufocar a convocação de novos protestos, o que colocaria Dilma Rousseff em situação de extrema dificuldade, muito além da que tomou conta do Palácio do Planalto.

Encomendadas, as manifestações que se esparramaram pelo Brasil tiveram a redução das tarifas de transporte como ponto de partida, mas o movimento saiu do controle dos organizadores e conquistou uma população que não mais suporta a paralisia do governo e os escândalos de corrupção que ostentam a chancela do PT.
É preciso que a sociedade continue mobilizada, impedindo que lideranças políticas assumam o comando de um movimento horizontalizado e que agora está sem a catapulta primeira.

Exigências urgentes (população deve pressionar):

- cancelar a PEC 37
- Concluir rapidamente o julgamento do mensalão
- Substituir Calheiros no Senado e Henrique Alves na Câmara por pessoas de honestidade e ética comprovadas
- Cancelar o acordo com Cuba para a importação de médicos/guerrilheiros
- Exigir que o Congresso acabe com o voto secreto que encobre as desonestidades
- Limitar as emendas parlamentares para eliminar o controle do Congresso pelo Executivo
- Mudança da politica econômica para não haver desemprego, inflação e perdas na balança de pagamentos.

As Forças Populares que estão se arregimentando devem ter diretrizes bem definidas dado que não existem líderes e partidos de oposição atuantes."

Por Fábio Figueiredo

JOSENY 24062013
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial