terça-feira, 11 de junho de 2013

COLUNA NOS BASTIDORES DA POLÍTICA COM CELSON BIANCHI – A VOZ DA VERDADE

COLUNA NOS BASTIDORES DA POLÍTICA COM CELSON BIANCHI – A VOZ DA VERDADE



celsonfm
Nos Bastidores da Política é um Quadro semanal e traz para os ouvintes, leitores e eleitores as particularidades e as informações ocultas do Poder.O Quadro vai ao ar todas as terças-feiras das 7:00 às 8h da manhã na FM 104,1 Brasília e das 8:05 às 8:25 na Paranoá FM 98,1.

Apresentação: Celson Bianchi- A voz da Verdade

Depois do show vem a tempestade

Bem que o Administrador do Itapoã, Donizete Santos tentou se segurar no cargo, depois das denúncias de superfaturamento na contratação do cantor Amado Batista e de bandas locais, com gastos superiores a um milhão e oitocentos mil reais, numa região administrativa com inúmeras carências, mas foi em vão. Apesar de indicado pelo  Deputado Federal Ronaldo Fonseca o GDFnão resistiu a avalanche de irregularidades e o Governador Agnelo Queiroz decidiu exonerá-lo do cargo.

Renovação a passos de Tartaruga

Ao que tudo indica algumas cabeças, digo, algumas administrações regionais poderão sofrer novamente algumas mudanças. Tudo devido a baixa produtividade de seus gestores. Um dos motivos é o fraco desempenho deles. O Agnelo, que buscará a todo custo tentar se reeleger, pode cortar na própria carne. O alto valor gasto em eventos culturais tem sido a pedra no sapato do GDF. Pelo jeito, a festa vai acabar…

Para que serve?

Os motoristas que trafegam pelas ruas de Brasília e respeitam leis de trânsito não precisam se preocupar com pardais. Isso é claro. No entanto, devemos reconhecer que há certo exagero no número de pardais instalados nas ruas do DF. Em muitos lugares, os pardais estão instalados a menos de 400 metros um do outro. Ninguém é contra a fiscalização eletrônica, mas é preciso que exista gestão, planejamento e, principalmente, o interesse do poder público em educar. Os radares eletrônicos não podem servir somente para arrecadar dinheiro. Está dado o recado.

GIM vai à luta

Na semana passada nossa coluna fez uma análise do quadro político em especial sobre as candidaturas para o Senado, vaga pretendida pelo Deputado Reguffe do PDT e pelos petistas Chico Leite e Geraldo Magela. Dizíamos então que esta vaga tinha um candidato natural que já exerce o mandato que é o Senador Gim Argello, e que as notícias envolvendo o seu nome para uma possível vaga de Ministro do TCU acabava por ajudar os adversários e que Gim devia ir à luta. E foi, reuniu todo o seu staff e passou o final de semana panfletando suas ações como Senador na Ceilândia e Taguatinga, com excelente aceitação.  E olha que Gim, o Senador, tem muito o que mostrar.

Em time que está ganhando…

O combate às drogas por meio do esporte vai perder uma peça-chave na Câmara Legislativa. Evandro Garla (PRB) poderia ser facilmente reeleito, mas nem cargo eletivo ele vai disputar. A igreja Universal decidiu que ele será secretário nacional do partido. O secretário de Esporte, Julio Ribeiro, e de Idoso, Ricardo Quirino, serão os reais candidatos a cadeira de distrital. Para federal, o PRB pretende lançar o Bispo Vitor, que atualmente mora no Rio de Janeiro, uma candidatura importada, o que nem sempre acaba dando o resultado esperado.

Agora vai doer

Pelo menos esta é a intenção do Jornal de Brasília a partir de agora. Acaba de assinar um contrato a peso de ouro com o jornalista polêmico Mino Pedrosa. Mino entra na linha de frente da política distrital. Com isso, os bastidores da política do DF promete ficar bem quente e com muitas surpresas pela frente todo dia.

Jornalismo agressivo

Sem papas na língua, Mino Pedrosa pode até não ter o nome conhecido por grande parte da população, mas suas descobertas sim. Dos casos que passaram pelas suas mãos estão o do impeachment de Collor,a violação do painel eletrônico e da CPI do Carlinhos Cachoeira. Mino ganhou o prêmio Esso de Jornalismo por três vezes, que é o prêmio considerado o Oscar da imprensa.

Muito dinheiro na lata do lixo

A bancada do DF no Congresso Nacional está com a pulga atrás da orelha com o projeto Público-Privado do lixo. Por isso decidiu convocar o secretário de Governo, Gustavo Ponce de Leon, e do superintendente do SLU, Gastão Ramos, para prestar esclarecimentos. Afinal, são R$ 11 bilhões e 700 milhões, tudo em uma parceria com duração de 35 anos. O que intriga é que o GDF ficaria com a responsabilidade de 90% desse contrato e a empresa com 10%, o que corresponde a um terço do orçamento total do GDF em 2013.

Vai ficar ultrapassado

Outro problema, na opinião do coordenador dessa bancada, o deputado Pitiman, é a extensão desse contrato, de 35 anos. A varrição, a coleta e o aproveitamento dos resíduos ficariam sob responsabilidade da empresa. Só que durante esse tempo todo, a tecnologia usada com certeza mudaria, ficando assim bem velhinha. E o lixo que naturalmente já não cheira bem, promete virar escândalo em pouco tempo.

Arrumando um jeito

Depois de amanhã, será realizado um simpósio para examinar maneiras de regularizar áreas públicas ocupadas por igrejas, instituições religiosas e de assistência social. Pelo que se sabe, existem atualmente 3 mil entidades nessa situação. Essa reunião foi uma iniciativa do deputado Wasny e do Ministério Público do DF. O interessante é que o MP sempre foi contra a venda direta e pelo que apuramos continua defendendo esta posição. Em 2009, foi promulgada uma lei com esta finalidade, mas a justiça suspendeu seus efeitos exatamente por questionamentos do MPDF.

O retorno de Arruda 

Pelo menos pela justiça isso é possível, por enquanto. Até agora como não foi condenado por órgão colegiado, não tem contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas e não tendo renunciado ao cargo, o ex-governador José Roberto Arruda não pode ser considerado ficha-suja. Pode disputar eleições normalmente. Agora só falta combinar com o Barbozinha e a cúpula do PT. Pois, para o povão, a sua volta já está aprovada.

Eleitores quase prontos

Quase 3 mil pessoas já procuraram os cartórios e postos eleitorais do Distrito Federal para fazer o recadastramento biométrico. Como o Tribunal Regional Eleitoral quer agilizar esse serviço trabalharam até no sábado passado. Normalmente o atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. E a partir de julho, cerca de 200 funcionários terceirizados vão reforçar o trabalho do contingente atual de 320 servidores envolvidos na atividade.

Fique esperto eleitor

Para se recadastrar, o eleitor do DF deve agendar um horário pela internet, no site www.tre-df.jus.br, ou pelo telefone 3048-4000, em horário comercial. Ao acessar o sistema, deverá ter em mãos o número do título de eleitor. Ele poderá escolher qualquer cartório ou posto da Justiça Eleitoral em que deseja ser atendido.

No tapetão?

Citado recentemente em pesquisas para disputar o Buriti, Jofran Frejat será julgado pelo TSE. Ele fez parte da chapa que disputou o GDF em 2010, quando Weslian Roriz foi candidata. Acontece que o governador Agnelo Queiroz acusou os dois de compra de votos. Isso por que foi veiculado uma campanha em que Weslian disse que iria perdoar as dívidas dos motoristas com o Detran-DF. O programa foi exibido nos dias 17 e 18 de outubro de 2010. Mas seu desejo mesmo é reassumir uma vaga de deputado federal.

Se for condenado

Jofran Frejat fica também inelegível. Para a relatora do caso, ministra Carmen Lúcia, houve oferecimento de vantagem em troca de votos. Ela pede multa individual de R$ 20 mil para Frejat e para Weslian também. Será que esse processo será acelarado?

Críticas

Ex-secretário de Saúde do governador Roriz, Jofran Frejat é um grande crítico da gestão do atual secretário de saúde e do próprio PT. Para ele, a precarização do serviço de saúde no DF seria intencional. Motivo: o GDF teria a intenção de privatizar todo o sistema de saúde da capital. Bem, não sabemos se a privatização pode acontecer, mas que os nossos hospitais estão um caos, isso não se pode negar né?

Novela indefinida

O pedido de cassação da candidatura ao Senado em 2006 do ex-governador Joaquim Roriz continua sem definição. O caso foi pautado na semana passada, mas não foi julgado por que o advogado de Roriz estava no exterior. À época, o pedido foi feito pelo PCdoB, que tem a intenção de emplacar o administrador de Brasília, Messias de Souza, para a única vaga ao Senado em 2014 e substituir então o senador Gim Argello, suplente de quem? Do Roriz. Essa política é cheia de artimanhas mesmo hein.

Lado a lado

Por de trás de um homem, sempre existe uma grande mulher. Essa frase está fazendo parte da vida política de Agaciel Maia (PTC). Ele tem colocado cada vez mais sua esposa Sanzia Maia no meio político. Ela assumiu a coordenação do PTC Mulher no DF e tem visitado as regiões administrativas junto com o marido. Apesar disso, Agaciel disse que não tem a intenção de colocar sua companheira para disputar uma vaga na Câmara Legislativa, em 2014.

Aliança maldita

Um importante secretário do governo confidenciou a esta coluna que o governador não conseguirá fazer um bom governo. Por mais que tente. É que alguns aliados do primeiro escalão tem feito pressão nele para não descumprir promessas feitas em campanha a eles. E assim, não há governo que caia no gosto popular. Até por que esses interesses, inclui colocar em cargos estratégicos pessoas não capacitadas. Tudo em nome da aliança.

Eleição garantida

O deputado Roney Nêmer, do PMDB, caiu no gosto da população. Sua simplicidade em fazer política e sua experiência será positivo para seu projeto de ser candidato a deputado federal. Considerado o distrital mais fiel ao presidente do seu partido, o vice-governador Tadeu Filippelli. Tudo isso tem contribuído para que ele amplie seu horizonte. 

FRASE DA SEMANA: ”Como será o toma lá dá cá para impedir a CPI do Transporte, agora que Durval Barbosa entrou no meio para detonar o processo de licitação, dizendo que está irregular, quem diria.”
Fonte:Cafezinho

JOSENY 11062013

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial