domingo, 7 de julho de 2013

Senador Gim Argello “pede” Marconi no GDF e coloca ponto final em aliança com Agnelo Queiroz.

Senador Gim Argello “pede” Marconi no GDF e coloca ponto final em aliança com Agnelo Queiroz.

08072013
Senador Gim Argello “pede” Marconi no GDF e coloca ponto final em aliança com Agnelo Queiroz
Postado por Do Cafezinho JUL5
Senador Gim Argello “pede” Marconi no GDF e coloca ponto final em aliança com Agnelo Queiroz
A crise pré-eleitoral parece que está se aproximando do caminho de Agnelo Queiroz/Tadeu Fillippelli e agravando a situação do “Novo Caminho”. Em uma reunião de empresários realizada na tarde da última quinta-feira, 4, o senador Gim Argello (PTB) revelou que o seu partido deve romper de com o governador Agnelo Queiroz, deixando a base governista. No encontro, o senador fez várias críticas ao GDF. “O Agnelo que me desculpe, mas ele não está dando conta de gerir a cidade. Se tivéssemos um governador como o Marconi Perillo, a gente estava muito à frente,” disse Gim a seletiva plateia.

A conversa surgiu no encontro que Gim teve com empresários que compõem o Grupo de Líderes Empresariais, o Lide Brasília, que é presidido pelo ex-governador Paulo Octavio, que cobrou mais atitude política no atual momento do País. “Estamos no momento de capitanear uma reforma econômica com mais consistência. Vivemos um momento sem oposição, o que leva o povo a não se sentir mais representado. Quem bate no governo, com um Congresso com 80% a favor? Quem debate?”, argumentou.



Durante um almoço com os empresários, Gim ainda alfinetou Agnelo Queiroz, ao questionar a construção dos estádios pelo Brasil e no Distrito Federal. “Não temos transporte, segurança, saúde ou hospitais. Mas o Brasil tem 12 estádios. Uns com preço justo, outros num roubo sem tamanho. Eu quero “padrão Fifa” para saúde e transporte. Temos de chamar o governador Agnelo e dizer: você está aqui para ajudar e não para nos atrapalhar”, disparou o senador, deixando mais ainda em cheque sua permanência na base petista.



Insatisfação – Rumores dão conta de que o principal motivo do rompimento do senador Gim com o Buriti, seria uma investigação que a Polícia Civil do DF, através da Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado (DECO) estaria fazendo e que poderia atingir o parlamentar. Argello estaria enxergando um suposto “fogo amigo” do próprio Buriti.



Depois de dois anos na base governista, o partido vai seguir outro caminho. Na Câmara Legislativa, o PTB-DF tem o deputado distrital, Cristiano Araújo que ainda não se pronunciou sobre a decisão do parlamentar, mas deve seguir o mesmo rumo.



Por Ricardo Faria

Fonte: BLOG DO ODIR - See more at: http://docafezinho.com.br/?p=26174#more-26174
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial