quinta-feira, 15 de agosto de 2013

A nova polícia (a propósito da unificação das polícias)

A nova polícia (a propósito da unificação das polícias)




 
O que podemos dizer é que devemos continuar acordados para a realidade deste momento em que o Brasil esta tentando mudar, acho que isso é muito importante, mais devemos continuar com este movimento sim, não podemos deixar que as coisas continuem do mesmo jeito, o Brasil realmente acordou, mais ainda falta muito, muito mesmo para podermos dizer que o Brasil mudou, o povo deve no ano que vem mudar todo o CONGRESSO NACIONAL, mais há outras coisas que devemos mudar, devemos mudar a nossa polícia que há muito tempo está ultrapassada, falida realmente, devemos acordar porque muitos ainda então cegos e reproduzindo um discurso do final da década de 70, do século passado, o sistema já está ultrapassado, é ineficaz e sem qualquer propriedade, diga – se passagem.


O que posso dizer é que não nos deixemos nos enganar, pois há muitos que se dizem sábios e que com suas frases prontas e com seus discursos cansados tentam enganar o povo e até mesmo os próprios policiais que já se encontram numa encruzilhada, estão em dúvidas do que deve escolher, devemos tomar uma atitude, e você está preparado para tomar está atitude?

O que posso dizer é que o povo brasileiro, principalmente os policiais e bombeiros militares que se não em sua maioria estão cansados desse blá, blá, blá, blá, que hoje dói em nossos ouvidos já cansados de promessas não cumpridas.

O que posso dizer ao povo brasileiro que não conhece os cursos feitos pela policia brasileira e dizer que o que aprendemos nos quartéis em nossos cursos não verdadeiramente sobre o que deveria ser um aprendizado que transforma – se a nossa policia em um policia cidadã, o que povo tem que entender é que no período de curso que são vários meses o curso foi dividido da seguinte forma;

15% Fazendo Ordem Unida;

15% Em sala de Aula;

10% De humilhações;

5% Instruções Praticas;

5% Policiamento a Pé;

50% Faxina, Pinturas, Jardinagem, Construções, Cozinheiro e etc.

E há mais, quando tínhamos que entrar em forma era ás 07h00, mas se algum, dos alunos chegasse 1 min. atrasado que fosse, no dia seguinte os mesmos teriam que estar em forma ás 06h45, chegou ao ponto de entrarmos ás 5h15h, além disso, me diga ou melhor  me cite outro lugar que se paga por erro dos outros. Bom no dia a dia na caserna fazia instruções, ordem unida, faxina, mais ordem unida, faxina, construíamos ou destruíamos algo, mais faxina e lá pelas 17h45, éramos dispensados, ops! Nem todos, 15% do efetivo sempre ficava de plantão para limpeza de banheiros, seções, guarda, rancho e qualquer “missão” de ultima hora. Então o guerreiro que pegasse um plantão no meio da semana chegava a completar 36 horas de serviço, afinal azar militar! Ainda existiam ocasiões em que “perdíamos” os finais de semana porque a escola estava molambenta e escalas extras. Tudo isso era aplicado com a maior naturalidade, mas para mim que nunca fui militar e que sempre trabalhei em empresas privada achava tudo muito estranho, isso pra não dizer coisa pior, e ainda havia os oficiais, que além de humilhar, diziam-me “que sempre foi assim, nós que tínhamos que nos adequar ao sistema e blá blá blá. Acho que todos aqui passaram por situações parecidas e até piores, então não estou falando aqui nada de novo, não é verdade? Estou mentindo em algo?

O que posso lhe dizer ao povo brasileiro que muitas vezes criticam o policial militar, é que O POLICIAL MILITAR ANTES DE TUDO TAMBEM É UM CIDADAO BRASILEIRO NÃO MENOS E NEM MAIS.

O que mais revolta é que nós policiais militares somos considerados uma espécie subcidadão com muitos deveres e poucos direitos. O Art 5º da CF é simplesmente rasgado para nós, Exemplos:

Não temos direito a habeas-corpus (Até assassinos confessos como Pimenta Neves tiveram esse direito);

Não podemos nos filiar ou criar sindicatos (A Swat, a policia americana é sindicalizada);

Não podemos fazer greves (Até médicos e Juízes fazem greve);

Para viajar precisamos pedir autorização (E o direito de Ir e Vir);

Se não me engano até para casar a gente precisa informar o COMANDO.

Já os Oficiais da PM, defendem o militarismo não por uma questão organizacional e administrativa, mas sim pelo ENORME poder discricionário que eles têm em relação à tropa. (um exemplo que posso dizer sobre esse poder discricionário é que num dia da um colega policial militar com 10 anos de serviço, saindo 12h de serviço, teve que ficar mais 2h a mais porque simplesmente chegou atrasado 3 min.)

É disso que estou falando, desse militarismo usado dessa forma, arrogante e prepotente, que deixa as relações de poder desiguais. “Todos amam o poder, mesmo que não saibam o que fazer com ele.” (Benjamin Disraeli).

Outro momento me aconteceu nesta vida militar: Uma vez, certo oficial me disse que esse “modelo”, o militar é o que mantém a policia em pé e confiante. Será? Posso lhe dizer que segundo a última CONSEG em uma pesquisa sobre quem era a favor da desmilitarização a resposta foi 68,9% dos policiais militares não aceitam mais o sistema de militarismo na nossa instituição, que repito está completamente falido, e hoje população brasileira já passou a olhar e pensar que somente a desmilitarização pode criar uma nova policia, uma policia cidadã, realmente, isso tudo porque a população já acha que os autos índices de criminalidade demonstram que esse modelo de policiamento atual está falido e que já não está mais dando certo!

Pergunto-me, como a Policia Federal, que não militar, é tão eficiente, talvez pelos bons salários e equipamentos expliquem isso. Posso citar a eficiência do BOPE e outros grupos de elite, por causa do seu militarismo arraigado. Será que a nossa missão MAIOR (não única) é servir de massa de manobra, de sermos escravos do governo! Agora falam de Policiamento Comunitário, que o policial deve ouvir e se aproximar da comunidade, mas quando esse “policiamento” vai chegar DENTRO dos quartéis.

Certa vez, vi num blog, que um promotor de justiça de SP, fez a seguinte afirmação; “que os PM’S por andarem armados, por lidarem com vidas e pelo seu poder discricionário, o modelo militar dotado é o modelo ideal em vista da rapidez com que se davam as punições disciplinares, e isso é para um “melhor” controle sobre a tropa.” Será que um médico, que lida com vidas não precisaria de tal controle também! Ou melhor, um juiz que decide todos os dias o destino das pessoas, todos deveriam ser militares. Não! Os políticos que controlam o destino de milhões deveriam usar estrelas e divisas. Não pensem sou um maluco como o senhor afirma, eu acredito que em tudo deva existir hierarquia e disciplina, mas nesse modelo que esta aí (me refiro nas policias).

Com este sistema que é implantado na policia, já respondi medida disciplinar por um motivo tosco, eu que nunca peguei ou aceitei um centavo sequer de ninguém, nunca desrespeitei ordem de superior algum, peguei 05 dias de impedimento de ir para casa no meu horário tendo que ficar no quartel todos os dias até as 21 Hs, porque ao nos colocarem em passarela que existem no Plano Piloto, onde não havia banheiro, posso dizer que no nosso meio isso é normal trabalhar sem as condições necessárias para todo ser humano, ah! Esqueci para os oficiais somos superiores ao tempo (chuva, sol e frio) e as nossas necessidades (beber água, ir ao banheiro) sai e fui ao banheiro, passou o fiscal (Oficial) e não me viu, fui punido mais o que me deixou mais estarrecido foi a ordem do oficial dizendo que para sair do local, deveria ligar no quartel e pedir autorização para ir no banheiro, detalhe o telefone mais perto ficar a uns 200 mts da passarela. Nem sei por que estou indignado, afinal vivemos num regime hierárquico sem direitos da ampla defesa e do contraditório.

Art 5 º Da Caserna ( Na cabeça dos Oficiais)
Nem todos são iguais perante o RDE, com distinções de toda natureza, garantindo-se aos Oficiais carreira e prerrogativas de toda espécie sobre os praças residentes na caserna a violabilidade das garantias fundamentais, à liberdade de viajar (mediante parte com 5 dias de antecedência), à desigualdade. Para nós, à segurança e à propriedade das vtr’s, pois nós merecemos porque simplesmente não temos os mesmo direitos.

O que posso lhe dizer Povo Brasileiro, é que eu estou militar, e estou frustrado! Infelizmente estou submetido a este regime opressor que tolhe a minha liberdade de consciência, a minha auto estima esta baixa, este sistema militar dentro da policia humilha o indivíduo, e tem mais! Tem pessoas que nunca foram militares e tem repúdio ao militarismo, e quem já foi (peço a Deus que seja em breve a minha situação) e quem é neófito a este regime, se tiver pelo menos um neorônio no cérebro e um pingo de senso crítico, logo de cara perceberá que 90 % dos usos e costumes do militarismo são: inúteis, imbecis, retrai e humilha o indivíduo, a continência é sinal de submissão e humilhação, e não de respeito, enfim, ficaria uma eternidade aqui atribuindo adjetivos negativos.

Essa conversa furada de oficiais e pessoas que se dizem entender sobre segurança pública de que só instituições de caráter militar têm organização de fato é balela, existem inúmeras instituições civis muito bem organizadas sem esses preceitos arcaicos do militarismo, Hierarquia e Disciplina? É de suma importância pra qualquer tipo de organização, mas a hierarquia e disciplina militares em comparada com a civil! É opressora e humilhante, isso é apena um desabafo de um militar frustrado com as mentiras de políticos que prometem e não cumprem o prometido, e com pessoas como você que defendem ser escravos de senhores de engenhos que usam como chicote um RDE que fere a nossa constituição maior, por isso sonho em regressar ao mundo civil, e posso dizer que falta pouco, eu irei embora e está instituição falida continuará por aqui a não ser que a nossa sociedade mude este sistema falido, eu tenho certeza que o povo brasileiro tem coerência e conhece a ética nas regras, chega de militarismo, o mundo precisa mesmo é de CIVISMO!!!

O que precisamos é que o povo brasileiro abrace esta idéia, que é o melhor caminho para o BRASIL, peço a você que assine a nossa petição e compartilhe com os amigos!

Pela desmilitarização das polícias, uma iniciativa da "Consciência Política".

Para que haja a desmilitarização precisamos alcançar 2.000.000 de assinaturas, pois se formos esperar pelo estado que jamais irá querer perder seu Braço armado, sua massa de manobra, por isso peço assinem a petição para que possamos desmilitarizar as policias militares do Brasil, somente o povo pode conseguir que isto seja alcançado, abaixo a petição:

 

PROPOSTA DE PROJETO DE EMENDA CONSTITUCIONAL QUE UNIFICA AS POLÍCIAS CIVIS E MILITARES DOS ESTADOS E DO DISTRITO FEDERAL; DISPÕE SOBRE A DESMILITARIZAÇÃO DOS CORPOS DE BOMBEIROS

JOSENY LOPES 15082013
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial