quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Roriz ganha no TSE e sucessão sofre mexida

Roriz ganha no TSE e sucessão sofre mexida

Foto: Imagem Google
Nova carta na sucessão brasiliense O ex-governador Joaquim Roriz  foi absolvido ontem pelo Tribunal Superior Eleitoral das acusações de crime eleitoral, relativas à eleição de 2006. Nessa eleição, Roriz elegeu-se senador, disputando com Agnelo Queiroz, que concorreu pelo PCdoB. E foi justamente o PCdoB que recorreu à Justiça Eleitoral, argumentando que a chapa de Roriz tivera o seu número de campanha divulgado de forma indireta no site da Caesb, o que seria crime eleitoral. Do Tribunal Regional Eleitoral, o caso subiu para a avaliação do TSE, que ontem decidiu a favor de Roriz. 

Caso o ex-governador fosse condenado, ficaria inelegível pela lei da Ficha Limpa. Com a decisão, sai ganhando também o atual senador Gim Argello. Suplente de Roriz, Gim assumiu a cadeira com a renúncia do ex-governador, a pouco mais de seis meses do mandato.

Nem se precisou entrar no mérito

O Tribunal Superior Eleitoral sequer entrou no mérito da denúncia. Por 4 votos a 3, os ministros decidiram que o recurso do partido de Agnelo foi apresentado extemporaneamente. O PCdoB demorou três vezes mais tempo do que deveria para fazer a denúncia.


JOSENY LOPES 21082013
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial