domingo, 2 de fevereiro de 2014

Aspra ignora determinação judicial e garante ao Correio que a operação tartaruga continua.

Associação de PMs debocha sobre determinação para voltar ao trabalhoO sargento Manoel Sansão, vice-presidente da Aspra, garantiu ao Correio que a operação tartaruga continua.

 02/02/2014


Os representantes das associações de PMs e bombeiros reagiram à ação do MPDFT contra a operação tartaruga e a determinação da Justiça para que os servidores retornem imediatamente ao trabalho. Na página oficial da Associação dos Praças Policiais e Bombeiros Militares do DF (Aspra), os dirigentes escreveram que não recuarão frente às determinações do GDF e, em tom de deboche, ignoraram a determinação judicial.


Na nota, a Aspra desferiu ataques ao governador Agnelo Queiroz e anunciou que “não vai marcar nenhuma reunião com a Dra. Eunice Carvalhido para, de joelhos, pedir perdão à procuradora-geral de Justiça do Distrito Federal. Até porque o chefe de cada promotor é a Constituição e não Carvalhido”.


O sargento Manoel Sansão, vice-presidente da Aspra, garantiu ao Correio que a operação tartaruga continua. “Até agora, não fomos notificados de nada, mas vamos recorrer da decisão quando formos citados”, afirma. Ele criticou as medidas do governo para garantir o policiamento nas ruas. “Quem está sofrendo são os policiais e os bombeiros. Acho que não é colocando oficial na rua que vai resolver problema do salário de quem está insatisfeito”, declarou.

Veja Link:
http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2014/02/02/interna_cidadesdf,410777/associacao-de-pms-debocha-sobre-determinacao-para-voltar-ao-trabalho.shtml







Curta a nossa página no Facebook e receba conteúdos inéditos e novidades em primeira mão além de poder saber de lá as novas postagens de cá


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial