quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Declarações de Comandante da PMDF repercutem mal na Câmara Legislativa do Distrito Federal

Declarações de Comandante da PMDF repercutem mal na Câmara Legislativa do Distrito Federal


Declarações de Comandante da PMDF repercutem mal na Câmara Legislativa do Distrito FederalFoto: Divulgação
A crise na área da Segurança Pública do Distrito Federal pode ganhar novos capítulos nos próximos dias.  Um áudio disponibilizado pelo Sindicato da Polícia Civil do Distrito Federal (SINPOL-DF) poderá complicar a vida do comandante geral da PMDF, Anderson Carlos de Castro Moura. No áudio, ele demonstra preocupação com a imagem da corporação perante a opinião pública, cita como exemplo a última greve dos policiais civis e afirma que a categoria encerrou o movimento “com o rabo entre as pernas”.

Embora o govenador Agnelo Queiroz tenha anunciado melhorias para a corporação, a Polícia Civil se prepara para exigir as mesmas compensações concedidas à PM. De acordo com o Sindicato dos Policiais Civis do DF (Sinpol), até mesmo uma paralisação da classe não está descartada.

Indignados com a conduta do comandante geral da PMDF, na tarde da última terça-feira (11), o Sindicato da Polícia Civil lançou uma nota, repudiando um pronunciamento do comandante.

O pronunciamento de Anderson Carlos criou um mal estará até na Câmara Legislativa, e levou alguns deputados a criticar a conduta do comandante.

Distritais protestam

O deputado Dr. Michel (PP), por exemplo, que trabalhou 28 anos na PCDF, disse que Anderson Carlos foi muito infeliz em seu comentário. “Ele disse isso em um momento de insanidade e euforia. Eu não acredito que um comandante da PM iria fazer um comentário como esse de uma instituição tão séria como a Polícia Civil! Isso é uma afronta”, ironizou Michel.

Já Cláudio Abrantes (PT), disse que respeita muito o trabalho da Polícia Militar e questiona a forma que o áudio da gravação foi adquirido. “Na verdade a gravação foi feita sem autorização, ele estava em um momento privado com os seus comandados”, explicou o parlamentar que também foi agente da Polícia Civil.

Procurado pela a reportagem, o deputado Patrício (PT) que representa a Polícia Militar do DF, não foi encontrado para comentar a declaração do comandante da PMDF, Anderson Carlos de Castro Moura. 

Por Jean Marcio Soares 

Da Redação

Redacao@guardiannoticias.com.br/http://guardiandf.com.br/index.php/guardian-mobile/item/12410-declara%C3%A7%C3%B5es-de-comandante-da-pmdf-repercutem-mal-na-c%C3%A2mara-legislativa-do-distrito-federal.

COMENTO
deixa ver se compreendi, Será um sinal de que estamos prestes a sair também "com o rabo entre as pernas"?  

SGT JOSENY LOPES13022014
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial