sexta-feira, 28 de março de 2014

PATRÍCIO X GODINHO - EX-ASSESSOR DE PATRÍCIO ABRE JOGO SOBRE O MANDATO.

  1. Eu estava na graduação de primeiro Sargento e contava com 26 anos de efetivo serviços prestados à PMDF e à segurança pública quando enfrentei os regulamentos disciplinares e leis militares para defender os interesses da minha categoria, pressionando o governo e lutando contra as perseguições dos comandantes.

    Desde que se tornou parlamentar ou melhor, talvez seria mais adequado dizer: paralamentar, Patrício faz acordos às escondidas com os coronéis e mente que há divergências entre ele e os oficiais.

    Basta comprovar na SEOPS, secretaria controlada pelo EX CABO deputado, quantos oficiais ocupam cargos de primeiros e segundos escalões e quantos soldados (Praças) figuram nas mesmas condições.
  2. O ex cabo e hoje deputado, de segundo mandato e presidente da CLDF por dois anos, Patrício enlameou a sua história aceitando os jogos sujos do poder e do seu partido, enveredando pelo alcoolismo e a prostituição do seu mandato, mas não permitirei que enlameie a minha história e prostitua a minha honra.
  3. A verdade é uma só: não vai haver reestruturação para a PM e o BM do Distrito Federal.

    Observem as questões:

    1 - O que há por trás da demora do governo petista no encaminhamento da proposta de reestruturação?

    2 - Por quais motivos ocorreram seguidas mudanças das datas marcadas pelo governador Agnelo e o deputado Patrício para o envio da minuta da reestruturação ao Governo federal, ao longo de quase 4 anos?

    3 - Porque o governador Agnelo e o deputado Patrício não explicam claramente sobre as constantes e sucessivas nomeações de comissões de oficiais para estudar e elaborar a proposta da reestruturação das carreiras em final de governo?

    4 - Porque o deputado Patrício, que se diz representante dos praças junto ao governo do PT, não assume uma postura digna e respeitosa diante de seus eleitores explicando, de uma vez, que a reestruturação não será encaminhada pelo governador e nem aprovada pela presidenta Dilma?

    5 - O que há por trás dessa protelação no envio do projeto ao Governo Federal?

    6 - Quais são os interesses e quem são os interessados em impedir que o projeto da reestruturação, pensado e elaborado pelos praças PM e BM visando a carreira única; promoção independente de vagas e o ciclo completo da carreira, seja encaminhada para aprovação?

    Essas e outras questões precisam ser respondidas urgentemente senão não restará à categoria outra alternativa a não ser acreditar que o projeto não será aprovado e, na verdade, estamos sendo vítimas de uma sórdida enganação engendrada pelo governador Agnelo e o deputado Patrício.

    Observação:
    A última data marcada pelo governador Agnelo e o deputado Patrício, para que a minuta do projeto fosse encaminhada ao governo federal, foi até o dia 5 de abril desse ano, todavia, na última semana, apresentaram uma nova data prorrogando para o mês de julho do corrente ano.

    Pensam, por acaso, que somos idiotas?
  4. Fonte:https://www.facebook.com/ironpereira.godinho?fref=ts
  5. SGT JOSENY LOPES 31032014
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial