sábado, 8 de março de 2014

Primeira negra a representar SC como miss busca título mundial


Primeira negra a representar SC como 



miss busca título mundial

Nascida em morro de Florianópolis, Elisa se tornou Miss Mundo SC. 
Modelo diz que nunca sofreu preconceito e gostaria de ajudar crianças.

Géssica ValentiniDo G1 SC

Elisa é a primeira negra a representar o estado em um concurso de miss (Foto: Divulgação/Miss Mundo Brasil)Elisa é a primeira negra a representar o estado em
um concurso de miss (Foto: Divulgação/Miss
Mundo Brasil)
O título de Miss Mundo Santa Catarina não é o único motivo de orgulho para Elisa Freitas, de 24 anos. No Dia Internacional da Mulher, celebrado neste sábado (8), a modelo também comemora o posto de primeira negra catarinense a representar o estado nacionalmente em um concurso de miss, segundo os organizadores do evento.
Porém, para ela, a cor nunca foi uma barreira. Sua beleza a levou para a frente da bateria da escola de samba Copa Lord e, depois, para as passarelas, como modelo. Agora, destaca-se em um dos principais concursos de beleza do país.
Elisa desceu as escadarias do lugar onde nasceu, o Morro do Maciço, em Florianópolis, para subir novamente ao posto de miss. Ela sabe que, aos poucos, pela trajetória, transformou-se em referência na comunidade. Seja para quem sonha em estudar, já que cursa publicidade e propaganda, seja para quem tem sonhos como ela, de representar não só o estado, mas o país.
Miss Mundo Santa Catarina 2014 e Miss Florianópolis Elisa Freitas desfilou pela Copa Lord (Foto: Mariana De Ávila/G1)Neste, ano, Elisa Freitas desfilou pela Copa Lord (Foto: Mariana De Ávila/G1)
Em 2007, aos 18 anos, participou de um concurso e se tornou Rainha do Carnaval da capital catarinense. Foi o início da carreira como modelo. Já em 2013, Elisa foi convidada para o primeiro concurso de beleza e se tornou Miss Florianópolis. Depois, ficou em segundo lugar no concurso Miss Universo Santa Catarina. Como vice colocada, foi convidada para participar do Miss Mundo Santa Santa Catarina, no qual foi vencedora.
Persistência
Segundo a jovem, o segredo é nunca ter visto empecilhos para encarar o mundo, nem pela cor, nem pelo local de origem ou social. "Não considero estranho, nem diferente. Nunca senti nenhum tipo de preconceito. Acho que sou tão bem resolvida que, se houve, não devo ter percebido. O preconceito, muitas vezes, está na cabeça de quem interpreta. Sei que existe e que muitos olham para baixo, o pé do morro, como outro mundo, e tem medo dele".
Ao mesmo tempo, ela sonha em poder fazer mais do que subir e descer o morro com a coroa de Miss ou receber elogios. "Sei que há preconceito e, muitas vezes, falta perspectiva. Gostaria muito de fazer alguma coisa pelas crianças, para que crescessem com autoestima, sem se importarem com a cor, seja branca ou negra, mas com orgulho de terem nascido no morro", diz.
Em agosto próximo, Elisa vai disputar o título de Miss Mundo Brasil 2014, que hoje pertence à gaúcha Sancler Frantz. O evento acontece no dia 9, no resort Costão do Santinho, em Florianópolis. Se ganhar, ela vai representar o Brasil em Londres. "Já estou dizendo que vou ganhar. Por que não acreditar?", ri, sem nenhuma dúvida da própria beleza e capacidade.
Fonte:http://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/2014/03/primeira-negra-representar-sc-como-miss-busca-titulo-mundial.html
SGT OSENY LOPES 08032014
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial