quinta-feira, 3 de abril de 2014

Se Lula não sabia do Mensalão - por que Dilma receberia cópia antecipada do contrato de Pasadena?

Dilma nega ter recebido cópia antecipada do contrato de PasadenaEdson Ribeiro, advogado de Nestor Cerveró (então diretor internacional da estatal), teria dito que os conselheiros tiveram tempo hábil para examinar o contrato


O ministro da Secretaria de Comunicação Social, Thomas Traumann, disse nesta quarta-feira (2/4) que a presidenta Dilma Rousseff não teve acesso antecipado ao contrato de compra da Refinaria de Pasadena, no estado norte-americano do Texas, pela Petrobras.


O jornal Folha de S.Paulo informou, nesta quarta-feira, que o contrato sobre a aquisição da refinaria foi enviado para Dilma e para os demais conselheiros da Petrobras com 15 dias de antecedência. Segundo a reportagem, Edson Ribeiro, advogado de Nestor Cerveró (então diretor internacional da estatal), disse que os conselheiros tiveram tempo hábil para examinar o contrato.



Em nome da presidenta Dilma, o ministro Traumann negou que ela tenha tido acesso prévio ao documento. “Como presidenta do Conselho de Administração da Petrobras, a presidenta Dilma Rousseff não recebeu previamente contrato referente à aquisição da refinaria em Pasadena”, afirmou o ministro, há pouco, no Palácio do Planalto.



Hoje, o advogado de Nestor Ceveró, Edson Ribeiro, disse que todos os membros do conselho receberam, em 2006, com 15 dias de antecedência, uma cópia do contrato para a compra de metade da refinaria. Ceveró, que é ex-diretor da Área Internacional da Petrobras, será ouvido pela Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara dos Deputados no próximo dia 16. Há duas semanas, o Planalto informou que a presidente Dilma Rousseff só aprovou a compra da refinaria porque recebeu um resumo "falho". O documento foi escrito por Ceveró. 
Em 2005, a Petrobras comprou metade da refinaria da trading belga Astra Oil por US$ 360 milhões. Sete anos depois, por uma cláusula no contrato, a Petrobras é obrigada a comprar o restante da refinaria por US$ 820,5 milhões.

Fonte:http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/politica/2014/04/02/interna_politica,421053/dilma-nega-ter-recebido-copia-antecipada-do-contrato-de-pasadena.shtml

SGT JOSENY LOPES 30042014
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial